O Departamento de Saúde da Prefeitura de Porto Ferreira, por meio da sua Divisão de Odontologia, sob coordenação do Dr. Dércio Gonçalves Melara e cirurgiões-dentistas da rede pública, iniciou neste mês, em conjunto com a campanha de vacinação da gripe, a Campanha Estadual de Prevenção e Diagnóstico Precoce do Câncer Bucal.

A campanha visa, pelo exame bucal, detectar qualquer alteração do normal em estágio inicial, que é o melhor momento para o tratamento e cura. O câncer da boca é um mal que atinge parte da população do Estado e que coloca o país em quarto lugar em incidência no mundo.

Na manhã desta quinta-feira (12/05) a prefeita Renata Braga conferiu o trabalho realizado pelos dentistas no Centro Odontológico e também na Unidade de Saúde Iracema Maria Amélia Perondi (CS-II). “Estão todos de parabéns pelo trabalho, que é muito importante para detectar qualquer anomalia ainda em estágio inicial, aumentando a possibilidade de cura”, disse a prefeita.

Até esta semana aproximadamente 100 pacientes já haviam sido submetidos ao exame pela equipe de Saúde Bucal do município. “Lembramos que a campanha seguirá até 20 de maio e, após esta data, os exames continuarão sendo feitos no Centro Odontológico”, ressaltou o Dr. Dércio Melara.

Álcool e fumo

A doença registra 14 mil novos casos por ano no Brasil, matando mais de 4 mil brasileiros anualmente. O fumo e o álcool estão entre as suas principais causas. Segundo dados do Instituto do Câncer do Estado de São Paulo, 83% dos homens com câncer de cabeça e pescoço, incluído o câncer bucal, são ou foram fumantes. Dos pacientes tratados, 60% são vítimas de tumores localizados na boca e 40% na faringe ou laringe.

É preciso estar atento aos primeiros sinais. Por exemplo, uma afta que persiste por mais de duas semanas, próteses antigas e mal adaptadas, manchas brancas ou vermelhas, que apareçam espontaneamente, ou mesmo nódulos que começam como caroços pequenos, mas que adquirem volume discreto a ponto de ser perceptível.

Quando detectados na fase inicial, principalmente as neoplasias, têm de 80% a 90% de chances de cura.

Atenção:

  • A combinação de cigarro e álcool aumenta em 150 vezes as chances de se ter algum tipo de câncer de boca;
  • O cigarro possuiu aproximadamente 4.700 substancias tóxicas e 60 cancerígenas;
  • O álcool também possuiu substâncias tóxicas e cancerígenas e ainda facilita a entrada de agentes cancerígenos externos ao organismo, como por exemplo, as toxinas do cigarro. Por isso, a combinação álcool/cigarro é SUPER PERIGOSA;
  • O álcool provoca também a perda de apetite e causa deficiências nutricionais que diminuem a defesa do organismo e aumentam as chances de desenvolver qualquer tipo de doença, inclusive o câncer.

Formas de prevenir o câncer de boca:

  • Evitar bebidas alcoólicas, principalmente se você for fumante;
  • Não fumar;
  • Visitar o cirurgião-dentista regularmente;
  • Ter uma alimentação saudável;
  • Ter uma boa higiene bucal;
  • Manter dentes e próteses sempre em bom estado;
  • Evitar exposição ao sol ou usar protetor labial;
  • Fazer sexo oral apenas com proteção (camisinha).

Cléber Fabbri   |   MTb 30.118   |   Assessoria de Comunicação

Anúncios