Inscrições continuam abertas na Divisão Municipal de Cultura

Esta semana a Divisão Municipal de Cultura divulgou as atrações que darão um brilho ainda maior ao V Festival Regional da Música Sertaneja Raiz Zé Carreiro, evento que acontece no fim de semana de 19 a 22 de maio no Anfiteatro Municipal Izaltino Casemiro.

Veja a programação:

  • 19/05 – Tributo a Zé Carreiro – Show com violeiros ferreirenses e Vocal Vozes da Natureza;
  • 20/05 – 1º eliminatória – Show com Ciranda Violeira, de São Paulo. Participação de Arnaldo de Freitas, violeiro de Inezita Barroso.
  • 21/05 – 2º eliminatória – Show com Mariangela Zan (filha do acordeonista Mario Zan).
  • 22/05 – Final do Festival – Show com Tinoco, da famosa dupla Tonico e Tinoco.

Inscrições

A Divisão Municipal de Cultura informa também que continuam abertas as inscrições para o festival. As inscrições poderão ser feitas até 6 de maio, das 8 às 17 horas, de segunda a sexta-feira, na Casa da Cultura Elias dos Santos (avenida Engenheiro Nicolau de Vergueiro Forjaz, 330 – Centro, telefone 3585-5700).

O festival tem por objetivos:

a) Incentivar a música raiz sertaneja, a confraternização entre músicos e poetas da região, visando resgatar e manter as tradições culturais;

b) Direcionar o interesse da população à importância da arte como fonte de cultura e lazer;

c) Aprimorar e difundir a cultura musical sertaneja raiz/caipira  regional;

d) Revelar novos talentos.

Tinoco


Tonico e Tinoco são filhos do imigrante espanhol Salvador Perez, que chegou ao Brasil no início do século 20, e da brasileira (neta de escravos) Maria do Carmo. João Salvador Perez nasceu no município paulista de São Manuel, em 2 de março de 1917.  José Perez, nasceu em uma fazenda de Botucatu, que hoje pertence ao município de Pratânia, em 19 de novembro de 1920. Em 1938 a família mudou-se para Sorocaba, e dois anos mais tarde para São Paulo, instalando-se no bairro da Mooca. João trabalhou como office-boy, e José como servente de pedreiro e depois como metalúrgico.

Em 1942, os “Irmãos Perez” participaram de um concurso de violeiros na Rádio Difusora de São Paulo. Foram os mais aplaudidos e ganharam o concurso. Capitão Furtado achava que o nome não combinava com o estilo da dupla, e resolveu batizá-los como “Tonico e Tinoco”. Foram contratados para participar da programação caipira da Rádio Difusora de São Paulo. Em 1943 gravaram o primeiro LP em 78 rotações com a música “Em Vez de Me Agradecê”. E desde então permaneceram nas paradas de sucessos, com músicas inesquecíveis como: “Chico Mineiro”, “Moreninha Linda”, “Canoeiro”, “Brasil Caboclo”, “Tristeza do Jeca”, “Luar do Sertão”, “Menino da Porteira”, “Cana Verde”, “Baile na Roça”, entre mais de 1.500 gravações.

Durante 60 anos de carreira foram 220 discos de 78 rotações, 30 compactos simples e duplos, 76 LPs de 33 rotações, 3 CDs inéditos e 20 CDs remasterizados. Participaram também de sete filmes de longa metragem. São autores de 25 peças teatrais circenses. Trabalharam 50 anos em rádios, na seguinte ordem: Rádio Difusora, Rádio Tupi, Rádio Nacional (hoje Globo), Rádio Bandeirantes e Rádio Record de São Paulo. Participaram da primeira transmissão da Televisão Brasileira, no ano de 1950. O slogan “A Dupla Coração do Brasil” surgiu em 1951, quando o humorista Saracura resolveu batizá-los assim, pela interpretação de todos os ritmos regionais. Venderam mais de 150 milhões de discos, realizaram cerca de 40 mil apresentações.

Tonico (João Salvador Perez) faleceu no dia 13 de agosto de 1994, após uma queda da escada do prédio onde morava. O último show da dupla Tonico e Tinoco foi na cidade matogrossense de Juína, no dia 7 de agosto de 1994.

Em 2006, Tinoco completou 70 anos de carreira.  Para comemorar com chave de ouro, a EPTV (coligada da TV Globo no interior de São Paulo e Minas Gerais) lançou o primeiro DVD com o cantor Tinoco e o violeiro Mazinho Quevedo, no Teatro Dom Pedro, na cidade paulista de Ribeirão Preto.

Maiores informações no site http://www.tinocodobrasil.com.br.

Anúncios