Crianças e adultos devem tomar a vacina para prevenção

 

O Departamento de Saúde, por meio da Vigilância Epidemiológica, informa que no final do mês de março foram notificados cinco casos  suspeitos de rubéola, inclusive um em gestante.

A única maneira de prevenção é tomar a vacinação de SCR (Sarampo, Caxumba e Rubéola), que é administrada na criança a partir de 1 ano, com reforço aos 5 anos, e em população até 39 anos que não tem dose comprovada em carteirinha.

A rubéola é uma doença exantemática viral aguda caracterizada por febre baixa, exantema (manchas avermelhadas pelo corpo, iniciando na face, espalhando-se para membros superiores e tronco), com duração de 5 a 10 dias. Ocorre linfadenopatia (gânglios em regiões atrás da orelha e cervical). O paciente pode apresentar conjuntivite, coriza (nariz escorrendo) e tosse.

Cerca de 25% a 50% das infecções pelo vírus da rubéola não apresentam sintomas, sendo que a doença é caracterizada mais grave nas gestantes no início da gestação (Síndrome da Rubéola Congênita), quando pode ocorrer abortos, natimorto, mal formação congênita (cardiopatia, surdez e catarata).

A única maneira de prevenção é a vacinação. Então, mamães, olhem a carteirinha de vacinação de seu filho. Se estiver em atraso, leve-o no Posto de Saúde próximo a sua residência. Não dá para vacilar, tem que vacinar.

Informações: Vigilância Epidemiológica. Tel: (19) 3585-2993.

Anúncios