Obras receberam recursos intermediados pelo deputado estadual Baleia Rossi (PMDB)

Na manhã do último sábado (02/04) o prefeito Maurício Rasi fez a entrega oficial de toda a revitalização de mais uma praça esportiva de Porto Ferreira, o ginásio de esportes Silvio Marques Filho (Silvinho), no Jardim Primavera.

Inaugurado em 28 de julho de 1991, na gestão do prefeito Valdir Bosso, o local, que recebeu algumas melhorias do atual governo municipal, tinha a necessidade de uma reforma total, que possibilitasse melhores condições de práticas esportivas, assim como de acomodação aos expectadores, quando da realização de eventos.

Por intermediação do vereador Sérgio Martins (PCdoB) junto ao deputado estadual Baleia Rossi (PMDB), houve a liberação do recurso que contemplou esta ampla reforma. Entre as melhorias estão novo piso; acesso, sanitário e local para portadores de necessidades especiais; novos vestiários e sanitários; reformas hidráulica e elétrica; pintura; paisagismo externo; novas tabelas de basquete; além de novo acesso, agora pela rua Constantino João.

Com a presença dos pais de Silvinho – Sylvio Marques e Maria Mafalda –, vereadores, diretores e funcionários da Prefeitura, equipe da Divisão de Esportes, esportistas e comunidade do bairro, o prefeito destacou a importância de um local adequado para práticas esportivas e o empenho da Câmara Municipal, neste caso o vereador Serginho, além do deputado Baleia Rossi, que solicitou o recurso para a conclusão da obra.

Maurício Rasi também se emocionou em certo momento do seu discurso, ao relembrar sobre seus companheiros de basquete na juventude, presentes ao evento, além do seu técnico, Paulo Perroca, a quem prestou uma homenagem e falou sobre a importância do esporte na formação do caráter.

Compondo a programação da solenidade, os presentes ainda puderam assistir à apresentação da Banda de Percussão Mario Borelli Thomaz, conduzida por André Delsin, e a primeira disputa esportiva no local. Foi uma partida de basquete entre os veteranos do Luso, de Bauru, equipe à qual Maurício Rasi integrou na década de 1980, e um combinado Porto Ferreira/Casa Branca. Os visitantes venceram o jogo por 70 a 69, mas o que menos importou foi o placar, e sim a confraternização entre os jogadores.

Anúncios