De início a ideia é priorizar adolescentes e jovens

Esta semana a Administração Municipal, por meio do Departamento Municipal de Promoção Social e Saúde, com a participação dos Conselhos Municipais de Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) e Tutelar, presididos por Edmilson Ricardo Tangerina e Rubiana Magnani Batista, respectivamente, discutiu propostas para estruturação de um modelo de acolhimento e atendimento aos dependentes químicos. De início serão priorizados adolescentes e jovens, por se tratar de uma faixa etária em que a probabilidade de envolvimento com drogas é maior, quer seja ela lícita ou ilícita.

A reunião que marcou o início de mais esta luta contra as drogas em Porto Ferreira ocorreu no Departamento de Promoção Social, foi coordenada pela primeira-dama Viviane Rasi, e o trabalho terá prosseguimento em breve, quando seus participantes deverão apresentar um formato para a estruturação deste atendimento.

“Acredito que possamos, com mais esta iniciativa, num futuro não tão distante estar com este atendimento já formalizado, colaborando com isto no combate ao uso indevido de drogas em nosso município, nesta luta que deve ser todos, envolvendo comunidade e poder público”, comentou Viviane.

Anúncios