Ao todo foram mais de 15,5 mil atendimentos em 26 projetos e/ou programas

A política de inclusão social implantada pelo atual governo municipal tem atendido de forma muito satisfatória aos anseios dos inscritos nos projetos sociais mantidos pelo Departamento de Promoção Social. Em cada um deles, as atividades e ações oferecidas contam com ótima participação e, consequentemente, aceitação popular. Voltados para capacitação, geração de renda e inserção ou reinserção social, os programas finalizam o ano com um saldo positivo.

No encerramento das atividades, participantes, coordenadores e monitores promoveram confraternizações e comemoram as conquistas. Os projetos têm para o próximo ano perspectivas de ampliações, uma vez que, no Jardim Anésia, por exemplo, a comunidade ganhará um novo Centro Comunitário, o que possibilitará parte deste crescimento.

Para o prefeito Maurício Rasi e a primeira-dama Viviane, diretora do Departamento de Promoção Social, a busca de recursos nos âmbitos estadual e federal, além de parcerias com a iniciativa privada, têm sido ferramentas de importância sem igual para manutenção dos cursos. “Destaco ainda o trabalho da nossa equipe, quer seja de funcionários, voluntários, colaboradores e a comunidade em geral que confia na nossa proposta”, comentou Viviane, ao visitar junto com o prefeito vários destes projetos.

As atividades dos programas sociais no município estão em praticamente todas as regiões da cidade, com as mais diversas ações. Para a região Norte hoje existem os Centros Comunitários dos bairros Paschoal Salzano, Porto Bello e Parque Residencial do Redentor, onde também há um núcleo do Espaço da Cidadania.

A região Leste oferece atendimentos sociais no Jardim Jandyra, Projeto Pão e Leite (Vaca Mecânica) na Vila Sybilla e Estância Porto Alegre, além de um dos núcleos do Espaço da Cidadania no Caic Professor João Teixeira, no Jardim Independência.

Para a comunidade da região do Jardim Anésia as ações são no Cras (Centro de Referencia de Assistência Social), Espaço da Cidadania e futuramente no novo Centro Comunitário. Além do Centro Comunitário do Jardim Águas Claras e do Centro Municipal de Equoterapia, na Estância Flávia.

A parte central da cidade é atendida na Casa da Cidadania, Central de Atendimento Social, Farmácia Cidadã, Banco de Alimentos e Centro de Capacitação da Mulher, o CCM.

As regiões Sul e Sudeste concentram seus atendimentos em vários núcleos, Centro da Juventude, Centro de Convivência do Idoso (CCI), Creas (Centro de Referência Especializado de Assistência Social), que também encaminha internações à Comunidade Terapêutica (zona rural), Renda Cidadã, Fortalecendo a Família e Espaço da Cidadania na Vila Maria. No Alto do Serra D’água, o Núcleo Comunitário atende a comunidade local, inclusive com informática, a exemplo de outros núcleos que também oferecem a modalidade.

 

Festa

Para finalizar os trabalhos, as mais de 300 crianças com idades entre 7 e 14 anos, inscritas nos quatros núcleos do Espaço da Cidadania, programa que atende com atividades esportivas, recreativas e culturais, participaram de uma grande festa de encerramento. O encontro ocorreu na sede da Associação dos Aposentados de Porto Ferreira, a qual teve também a participação dos pais, monitores e equipe do Departamento de Promoção Social.

O prefeito Maurício Rasi, a primeira-dama Viviane, o chefe da Divisão de Cultura, Marco Riolino, além do soldado PM Adilson Carli são algumas personalidades que marcaram presença no evento. “É um momento que, além da festa de confraternização, observamos os resultados positivos deste projeto. Agradeço cada um de nossos parceiros, colaboradores, monitores, a coordenadora Vera Nei (Bastos Gonçalves de Souza), as famílias e, principalmente, as crianças inscritas neste programa. Credito esta confiança de todos ao trabalho sério que propomos e que estamos executando ao longo destes anos, consolidando com isto nossa meta de inclusão social”, comentou o prefeito, ao fazer a entrega de cestas para as famílias e presentes para as crianças integrantes do projeto.

 

Ponto de Cultura

Este é mais um projeto de parceria entre município, Estado e União. Para que fosse implantado em Porto Ferreira houve a necessidade de grandes esforços, que vêm desde 2008, quando iniciaram os entendimentos. No Estado de São Paulo, 300 municípios foram inseridos no planejamento que contemplou Porto Ferreira no programa.

Por meio de parceria com a Corporação Musical Professor Lauro Aparecido Borelli, hoje o Ponto de Cultura atende aos inscritos no Espaço da Cidadania, com o tema Música Para Todos, já colhendo os primeiros frutos. As crianças dos quatro núcleos recebem orientações que possibilitam, por exemplo, a confecção de instrumentos de percussão, além de outras atividades voltadas para a musicalidade. Apresentações já ocorreram no Solar dos Jovens de Ontem, Natal de Luzes, dentre outras. “Nossa meta é aprimorar o projeto, que num primeiro momento não tem custos para o município, além de potencializar toda criança que demonstre o interesse pela música. O Ponto de Cultura seria uma espécie de ‘link’ para a Escola Livre de Música ou para o Projeto Guri, ou até para a própria Corporação ou outra instituição musical”, comenta otimista Marco Riolino. “Com o Espaço da Cidadania, tenho certeza de que estamos agregando valores culturais e sociais”, finaliza.

Quaisquer informações sobre os projetos e programas mantidos ou geridos pelo Departamento Municipal de Promoção Social podem ser obtidas diretamente pelos telefones 3585 6890, 3585 6353, 3585 7216, 3589 1260, nos próprios núcleos ou no Departamento, que agora está em novo endereço, à avenida Engenheiro Nicolau de Vergueiro Forjaz, 721 – Centro, antigo Departamento de Educação.

Confira os números de atendimentos mensais do Serviço Social do Município. Dados fornecidos pelo Departamento Municipal de Promoção Social.

 

Anúncios