Objetivo foi chamar a atenção da população para combater os criadouros

No último sábado (27/11) o Departamento Municipal de Saúde, por meio do Controle de Vetores, promoveu o “Dia D de Mobilização” em cruzamento de ruas movimentadas do município. Toda a equipe de vetores, devidamente uniformizada e chamando atenção de todos com cartazes, teve como objetivo principal lembrar a população da importância de evitar o acúmulo de água parada no interior de residências e empresas, assim como em quintais, jardins, estacionamentos e depósitos domésticos.

“Queremos sensibilizar as pessoas para que se lembrem dos cuidados que devem ser tomados”, disse a coordenadora do Programa Municipal de Combate à Dengue, Cláudia Beozzo. “No verão, o aquecimento e a maior incidência de chuvas contribuem para a proliferação do mosquito da dengue”.

O desenvolvimento de campanhas de informação e mobilização social é muito importante, de maneira a se criar o envolvimento da sociedade na manutenção do ambiente doméstico livre de potenciais criadouros do vetor causador. Dengue é um dos principais problemas de saúde pública no mundo. A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que entre 50 a 100 milhões de pessoas se infectem anualmente, em mais de 100 países, de todos os continentes, exceto a Europa. Cerca de 550 mil doentes necessitam de hospitalização e 20 mil morrem em consequência da dengue.

Em nosso país, as condições socioambientais são favoráveis à expansão do Aedes aegypti, possibilitando a dispersão do vetor e o avanço da doença. Essa reintrodução não conseguiu ser controlada com os métodos tradicionalmente empregados no combate às doenças transmitidas por vetores. Esta doença somente será vencida com a participação da comunidade. Somente a utilização do instrumental epidemiológico é incapaz de conter um vetor com altíssima capacidade de adaptação ao novo ambiente criado pela urbanização acelerada e pelos novos hábitos.

O “Dia D” municipal consiste em um  programa de envolvimento de segmentos organizados da comunidade nas estratégias criadas com o objetivo de alertar à população para a necessidade de todos se engajarem na eliminação dos focos do mosquito transmissor. “A intenção é de intensificar a divulgação, para que as pessoas não esqueçam o problema, já que o programa de combate à dengue realiza ações de tratamento, orientação e prevenção o ano inteiro”, afirmou o diretor do Departamento de Saúde, Wilder Bertonha. Ele finaliza: “Gostaria de agradecer a toda equipe de vetores, que está desempenhando muito bem suas funções no combate desta doença”.

 

Anúncios