Local pode ser criado em parceria com Santa Rita e Santa Cruz das Palmeiras

O prefeito Maurício Rasi e o presidente da Câmara Municipal de Porto Ferreira, Luiz Antônio do Moraes, o Maguila, estiveram reunidos em Santa Rita do Passa Quatro, no último dia 21/10, onde prefeitos e presidentes das Câmaras Municipais dos municípios de Santa Rita, Santa Cruz das Palmeiras e Porto Ferreira discutiram um assunto comum entre os municípios: o abandono de animais domésticos pelas ruas das cidades.

A proposta, que já vem sendo discutida pelos municípios, seria da união entre as prefeituras para criação de um centro de zoonoses regional, para atender as três cidades. O local sugerido e visitado pelos representantes políticos foi o bairro rural Ibó, que fica na divisa de Porto Ferreira com Santa Rita, e tem instalações possíveis de serem reformadas e adequadas para abrigar cães, gatos, equinos, bovinos, entre outros animais abandonados pela população nas cidades, e que se transformam num problema de saúde pública.

No gabinete do prefeito Mauro Zorzi, em Sta. Rita, foram discutidas as possibilidades de criação de um convênio entre os municípios. Cada cidade irá oferecer pessoal para gerir o centro de zoonoses (canil) e recursos financeiros para colaborar na reforma e adequação do local. Já no local visitado, Maurício Rasi e Maguila, juntamente com os demais prefeitos e presidentes das Câmaras das cidades vizinhas, puderam conhecer as instalações e propostas de reforma. Verificaram que as condições dos prédios necessitam de ampla reforma. Para isso irão buscar apoio junto ao governo estadual. A proposta será elaborada e dentro de aproximadamente 15 dias irá ocorrer nova reunião para discussão do tema.

Maurício Rasi e Maguila continuaram se empenhando na busca de alternativas para retirar os animais domésticos das ruas, principalmente os cães que ficam abandonados. Assim, além desta ação que visa a construção de um local adequado para abrigar os animais, já estão trabalhando também junto aos órgãos competentes da municipalidade para realizar um censo (levantamento do número e espécie de animais abandonados na cidade e os que possuem proprietários); uma parceria com a Unicastelo para campanhas de castração; preparação de um projeto para montar uma equipe para apreensão de animais abandonados; campanhas de educação para a criação consciente de animais domésticos, inclusive evitando procriação indesejada; entre outras.

“Trata-se de um trabalho importante para nossa cidade e que deve ser tratado com muita seriedade, pois requer recursos financeiros que nem sempre estão disponíveis no orçamento municipal. Não podemos iniciar um trabalho sem ter totais condições de dar continuidade com qualidade de vida para estes animais. O abrigo deve ser melhor do que a rua e deve ter medicamentos e alimentos necessários. Isto tem um custo que estamos buscando solucionar para que o projeto se torne realidade”, disse o prefeito Maurício Rasi, que elogiou ainda o empenho do vereador Maguila, que já apoia e luta por esta causa há muito tempo.

Maguila disse que está trabalhando muito para que este projeto se concretize, pois os animais não devem mais ficar abandonados pelas ruas, passando fome e doentes. É justo que o município dê condições de vida saudável a estes animais, que em muitos casos é a própria população que os abandona. “Fico feliz que este trabalho se realize, pois é extremamente necessário e tenho me empenhado muito para isso. Porém, nossa população também deve colaborar. Caso contrário, não há canil que suporte tantos animais sendo abandonados diariamente pelas ruas da cidade. Isso precisa mudar e nós também somos responsáveis”, disse Maguila.

 

Anúncios