Láurea é concedida a pessoas ou instituições que investiram ou apoiaram projetos de tecnologia em prol da educação e da formação pessoal e profissional

Cerca de R$ 2,7 milhões em investimentos na área de informática fizeram com que houvesse o reconhecimento e credenciamento do prefeito Maurício Rasi para receber o prêmio “Informática da Comunidade”. A láurea é concedida a pessoas ou instituições que investiram ou apoiaram projetos de tecnologia em prol da educação e da formação pessoal e profissional.

A solenidade de entrega da honraria ocorreu em São Paulo, no último dia 14/09, e contou com a presença de personalidades como os atletas Maurren Maggi, Fernanda Venturini, Robson Caetano, dentre outros.

Representando o município de Porto Ferreira estavam o prefeito Maurício Rasi e a primeira-dama Viviane, além da diretora do Departamento de Educação, Maria Cecília Rossi, e da monitora de informática do Departamento, Alessandra Aparecida de Souza Fujiama.

Maurício Rasi discursou em nome dos mais de 40 prefeitos dos Estados de São Paulo e Minas Gerais. “Compartilho este momento com todos aqueles que colaboram para o processo de inclusão digital. Iniciamos nossa Administração e em vários setores da Prefeitura os servidores trabalhavam com as antigas máquinas de escrever. Hoje tudo mudou e avançamos muito”, comentou otimista.

“Cito o esforço de pessoas como o Luís Adriano Alves Pinto, na época vice-prefeito, a Maria Cecília, o Marco Mourão, a Viviane, a Alessandra e inúmeras outras pessoas e parceiros que contribuíram para este processo de mudança”, disse.

Ações

Confira as principais ações de inclusão digital implantadas pela atual Administração:

• 4 laboratórios de informática;

• 3 laboratórios do Ministério da Ciência e Tecnologia;

• 3 laboratórios do Departamento de Educação oriundos do Pró Informática do Mec;

• 30 conjuntos de lousa digital para potencializar as aulas na rede pública;

• Capacitação de idosos, proporcionando condições de aprendizado;

• Capacitação da comunidade e parceria com a Faculdade Asser;

• Mais de 550 servidores públicos municipais inseridos em programas de informática;

• Mais de 250 crianças e adolescentes capacitados por meio de programas sociais;

• Implantação do Programa Acessa São Paulo;

• Empenho de R$ 500 mil para implementar a rede metropolitana de banda larga por meio do Ministério da Ciência e Tecnologia.

Educação

No Departamento de Educação, o projeto Inclusão Digital teve início no dia 28 de agosto de 2007, atendendo 170 alunos semanalmente, direcionado aos servidores públicos municipais, contando com duas monitoras, sendo uma parceria dos Departamentos Municipais de Educação e Administração.

Os cursos oferecidos foram: Introdução à Informática;   Windows 2003;     Word 2003;             PowerPoint 2000;            Excel 2003; Internet; E-mail. Concluíram tais cursos aproximadamente 550 alunos.

Atualmente são 80 vagas disponíveis semanalmente, com a orientação de uma monitora. São oferecidos os cursos acima citados em versão atualizada/2007, bem como foram acrescentados Blog e Noções de Linux.

Além deste projeto, também existe parceria firmada com a Associação Comercial e Empresarial de Porto Ferreira e com a Faculdade Asser, a qual disponibiliza alunos do seu curso de Informática, que atuam voluntariamente como monitores em dois laboratórios localizados em Escolas Municipais de Ensino Fundamental (Emef Professora Ruth Barroso Teixeira e Emef Professor Bráulio Teixeira), ambos destinados à comunidade.

Entre os anos de 2007 a 2009 houve a aquisição de novos laboratórios de informática, com recursos próprios, instalados nas Escolas Municipais de Ensino Fundamental, sendo EMEFM Mário Borelli Thomaz, Emef Professora Ruth Barroso Teixeira e Emef Professor José Gonso.

Foram gastos na área de informática, de dezembro de 2009 a agosto de 2010 o valor de R$ 198.118,07.

Ressalta-se, ainda, que existem sete Laboratórios de Informática, com 17 computadores cada, disponibilizados via MEC, por meio do ProInfo (Programa Nacional de Tecnologia Educacional), que objetiva disseminar o uso pedagógico das tecnologias de informática e telecomunicações nas escolas públicas de ensino fundamental e médio pertencentes às redes estadual e municipal, no valor de R$ 92.459,70, instalados nas seguintes EMEFs: Professor Agostinho Garcia; Professor José Gonso; Professora Nadir Zadra Ribaldo; Professora Noraide Mariano; Sud Mennucci; Caic Professor João Teixeira;  Professor Bráulio Teixeira.

Também foi oferecido pelo MEC, por meio do ProInfo, Programa de Implantação de Salas de Recursos Multifuncionais, visando apoiar o sistema de ensino na organização e oferta do atendimento educacional especializado, sendo instaladas nas seguintes Escolas Municipais de Ensino Fundamental: Professor Agostinho Garcia; Professor Bráulio Teixeira; Caic Professor João Teixeira; Professora Nadir Zadra Ribaldo; Professora Ruth Barroso Teixeira; Sud Mennucci.

As Salas de Recursos, até o momento, receberam notebook e mouse no valor de R$ 9.697,74, informa o Departamento de Educação.

Anúncios