Projeto incentiva os cuidados com o meio ambiente entre alunos do município

Inaugurado em 2008, o Núcleo de Educação Ambiental Verde É Vida, vinculado à Divisão de Meio Ambiente do Departamento de Desenvolvimento Urbano, Social e Econômico, aponta resultados extremamente positivos quanto às causas ambientais.

Na semana passada o prefeito Maurício Rasi visitou o local e se surpreendeu com o que viu.  “É muito satisfatório quando vemos que o projeto dá mostras claras de incentivos e cuidados com o meio ambiente em ações desenvolvidas com a rede escolar. Este local anteriormente não tinha vida. Muito pelo contrário. O que víamos aqui eram cenas de crueldade, quando bovinos eram abatidos. Hoje é completamente diferente, temos vida aqui”, comentou.

Em parceria com o Departamento de Educação, por meio das escolas de Educação Infantil e ainda com as escolas particulares também do ensino infantil, o projeto desperta ações de cidadania, uma vez que a conscientização é trabalhada tanto na teoria, com vídeos educativos, como na prática. No primeiro semestre deste ano os alunos trabalharam atividades de arborização urbana, quando foram semeadas 500 mudas de oitis, árvore ornamental adequada para o perímetro urbano.

Após terem feito o plantio, os alunos acompanham o desenvolvimento e o cultivo das mudas que, quando estiverem ideais para o replantio em vias públicas, os próprios alunos participarão da atividade, acompanhando os monitores.

Outras atribuições do Núcleo são: remoção e replantio de árvores, auxiliar o Saef em questões ambientais, além de trabalhos socioambientais de conscientização em áreas a serem pavimentadas, citando como exemplo atual a Vila Rosário e o bairro Porto Bello.

Horta comunitária

Em breve uma horta comunitária será implantada no Jardim Areia Branca, cumprindo a contrapartida socioambiental do projeto de pavimentação e drenagem do local, onde o “piscinão” está em fase conclusiva. A horta comunitária também está recebendo a participação dos alunos de escolas de Educação Infantil inscritas no sistema de período integral.

Neste segundo semestre, o trabalho com as crianças será feito em forma de oficinas de brinquedos ecológicos, quando os alunos da rede municipal, inseridos na proposta deste projeto, desenvolverão aprendizado a partir do reaproveitamento de garrafas pets.

Outra novidade é a confecção de bolsas, com uma provável parceria com o Departamento de Promoção Social, utilizando faixas e banners de lona que não têm mais serventia. “São atividades que podem despertar a cidadania”, comenta Marcos Roberto da Silva, um dos integrantes da equipe do projeto, que ainda conta com Elizangela Guimarães de Luca Gomes da Silva, Rafael dos Santos Oliveira e Rosemeire Aparecida dos Santos.

Este circuito ecológico, que inclui também o Parque Ambiental Henriqueta Libertucci, em breve terá um espaço a mais. Os coordenadores do projeto informaram ao prefeito Maurício Rasi que a área de preservação ambiental que margeia o córrego Serra D’água, aos fundos da Associação dos Aposentados, está passando por um processo de recuperação para que se transforme em um bosque para visitação pública.

Anúncios