Obra compreende o período que vai de 1883 a 1903

Professor Hilário Domingues Neto, autor do livro Navegando o Mogi-Guaçu

Será lançado hoje (15/12) no Anfiteatro Municipal Izaltino Casemiro, às 20 horas, o livro “Navegando o Mogi-Guaçu: a agroexportação cafeeira no Oeste Paulista e a formação de um mercado interno regional (1883-1903)”. O evento tem o apoio das Faculdades Asser e da Divisão Municipal de Cultural.

A obra é de autoria do professor do Centro Universitário Central Paulista (Unicep) Hilário Domingues Neto, pela Editora da Unesp. É resultado de pesquisa realizada no curso de pós-graduação (mestrado) em Economia (História Econômica), na Faculdade de Ciências e Letras da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, em Araraquara, sob a orientação da professora-doutora Dora Isabel Paiva da Costa.

Neste livro, cuja foto mostra um vapor atracado no cais de Porto Ferreira, o autor faz um estudo que traça um panorama crítico da navegação fluvial mercantil que a Companhia Paulista de Vias Férreas e Fluviais instalou e operou no rio Moji Guaçu, de 1883 a 1903, período marcado pela expansão da economia cafeeira no Oeste Paulista. Nessa iniciativa, essa empresa aliou ao emprego das mais modernas técnicas da navegação fluvial da Europa e América do Norte, procedimentos da engenharia nacional, na adequação de uma extensa hidrovia equipada com embarcações a vapor, e integrada a seu sistema de transporte ferroviário. O recorte temporal (1883-1903) seguiu o período de atuação da Companhia Paulista no transporte hidroviário do rio Moji, da data de aprovação de seus estatutos (RCPVFF, 1883) até o final de sua atividade com a desativação da seção fluvial.

O Anfiteatro Izaltino Casemiro fica no Centro Cultural Fepasa (avenida 24 de Outubro, Centro). Outras informações sobre o livro no site www.editoraunesp.com.br/lancamentos.asp.

Anúncios